Compare Espécies

Selecione duas espécies para uma comparação detalhada.

  • Amieiro americano
  • Freixo americano
  • Álamo americano
  • Tília americana
  • Faia americana
  • Mogno da montanha
  • Cerejeira americana
  • Choupo americano
  • Olmo vermelho americano
  • Lódão americano
  • Juglandácea americana
  • Ácer duro americano
  • Ácer macio americano
  • Carvalho vermelho americano
  • Carvalho branco americano
  • Nogueira-pecã
  • Liquidâmbar americana
  • Sassafrás americano
  • Plátano americano
  • Tulipeiro americano
  • Nogueira americana
  • Salgueiro
ou

Carvalho vermelho americano

American_red_oak_big

Distribuição Florestal

O carvalho vermelho apenas cresce de forma natural e quase exclusivamente na América do Norte, embora seja plantado em outras partes.   Este está espalhado amplamente pela maioria do Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas.  As árvores são muito altas.  Existem muitas subespécies, todas entre a classificação de carvalho vermelho, que crescem do Norte a Sul; algumas em zonas altas nas montanhas e outras em planícies dando assim origem a características diferentes.  Consequentemente, existem variações significativas nos carvalhos vermelhos dependendo do local de origem, especialmente entre as árvores setentrionais com um crescimento mais lento, e as árvores meridionais com um crescimento mais rápido.  Os carvalhos vermelhos são considerados altamente sustentáveis tanto para o consumo nacional como para a exportação e, sendo o maior grupo de espécies, são mais abundantes do que os carvalhos brancos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do carvalho vermelho americano situa-se em 2,48 mil milhões m3, que compõe 18,7% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O carvalho vermelho americano está a crescer a um ritmo de 55,2 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 33,9 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 21,3 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do carvalho americano excede ou é igual à taxa de extração em todos os estados, exceto em Texas.

Disponibilidade De Material

O carvalho vermelho dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada e folheado, numa ampla gama de graus e tamanhos. A madeira serrada mais espessa (10/4” e 12/4”) pode ser obtida em volumes relativamente pequenos de fornecedores especializados, mas é amplamente produzida em toda a indústria de madeiras de folhosas de 4/4” (25,4mm) a 8/4” (52mm). Nas regiões do Norte há uma tendência a existir menos borne devido a um período de crescimento mais curto que no Sul, onde a madeira cresce mais rapidamente com uma textura e fio mais abertos. O carvalho vermelho pode ser vendido como ‘setentrional’ ou ‘meridional’, mas esta pode ser uma simplificação excessiva das diferenças de acordo com o local de cultivo.

Descrição Da Madeira

  • Em geral, o borne dos carvalhos vermelhos é castanho claro e o cerne é, muitas vezes, mas nem sempre, rosado a castanho avermelhado.  A diferença de cor entre o borne e o cerne é bastante óbvia.  A madeira de carvalhos vermelhos tem geralmente um fio direito e uma textura grosseira.
     
  • A madeira apresenta raios medulares - uma característica de todos os carvalhos genuínos (Quercus) - mais pequenos no carvalho vermelho do que no carvalho branco.  A madeira é porosa, e facilmente identificada pela secção transversal, consequentemente não é adequada para barris de vinho.

Propriedades Mecânicas

Os carvalhos vermelhos americanos têm em geral propriedades de resistência muito boas em relação ao peso.  A madeira é dura e pesada, com resistência média ao encurvamento e rigidez e uma elevada resistência ao esmagamento. Além disso, tem uma excelente capacidade para moldagem a vapor. A sua dureza e estabilidade quando seca e o seu fácil acabamento e coloração, fazem com que seja a madeira ideal para móveis e soalhos.

Para descobrir mais sobre as propriedades mecânicas do carvalho vermelho, leia o guia estrutural completo.

  • Quercus Rubra

    0,63

    Gravidade Especifica (12% TH)

    705 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    6,6%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    98,599 MPa

    Módulo de Rutura

    12.549 MPa

    Módulo de Elasticidade

    46,610 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    5.738 N

    Dureza
  • Quercus Falcatta

    0,68

    Gravidade Especifica (12% TH)

    753 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    N/A

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    75,156 MPa

    Módulo de Rutura

    10.274 MPa

    Módulo de Elasticidade

    41,991 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    4.715 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
oak_red_oiled
Não-oleada/o
oak_red_unoiled

Desempenho

A madeira serrada do carvalho vermelho é bem maquinada, com um bom desempenho na pregagem e aparafusamento, embora perfuração prévia seja recomendada. A madeira cola bem e pode ser colorida e polida até à obtenção de um acabamento muito bom.  Sendo poroso, o carvalho vermelho absorve todos os tratamentos.  Tem um melhor desempenho quando seco lentamente de modo a reduzir a possibilidade de podridão, mas apresenta uma contração elevada e pode ser suscetível ao movimento em desempenho sob condições de humidade. A madeira é classificada como ligeiramente resistente à podridão do cerne, mas moderadamente fácil de tratar com conservantes. Isto faz com que o carvalho vermelho seja adequado para a modificação térmica.

Principais Usos

Este grupo de espécies geridas de forma sustentável proveniente de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é uma espécie importante em muitos mercados exportadores. Os seus principais usos são no mobiliário, soalhos, portas, carpintaria arquitetónica, moldes e armários de cozinha.  É também utilizado em certas aplicações no sector de construção.

Moldagem
Apainelamento
Mobília
Portas
Armários
American_red_oak_small

Amieiro americano

alder_red_big

Distribuição Florestal

Os amieiros americanos crescem prolificamente na região Noroeste do Pacifico sob gestão sustentável.  O amieiro tem uma rotação relativamente curta e requer menos tempo de extração em comparação com a maioria das outras madeiras de folhosas.

Disponibilidade De Material

  • O amieiro é classificado utilizando as Normas para o Amieiro Vermelho da Costa do Pacífico, da NHLA, publicadas nas Normas para a Medição e Inspeção de Madeira de Folhosas e Cipreste (“Rules for the Measurement & Inspection of Hardwood and Cypress”), da NHLA. Os elementos chave de classificação incluem a classificação a partir da melhor face em vez da pior face, como referido nas Normas de Classificação da NHLA; nós olhos de perdiz são vistos como uma característica e não um defeito. Os graus primários incluem Superior (Select e Melhor), Cabinet (Nº 1 Common), e Frame (Nº 2 Common), que se adaptam a usos semelhantes aos graus de qualidade da NHLA. 
     
  • O amieiro dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada seca em estufa e é vendido frequentemente conforme uma gama de normas de classificação propiás. Para classificações não listadas nas normas da NHLA, recomenda-se que consulte os seus fornecedores.
     
  • A madeira pode ser vendida como madeira serrada bruta ou aplainada como madeira de amostra. A produção de folheado tem uma disponibilidade limitada. 

Descrição Da Madeira

O amieiro é praticamente branco quando cortado de fresco, mas muda rapidamente, aquando é exposto ao ar, para castanho claro com um matiz amarelo ou avermelhado.  Não existe uma diferença visível entre o borne e o cerne, no entanto o cerne apenas se forma em árvores de idade avançada.  A madeira de amieiro tem um fio bastante direito, bastante parecida com a cerejeira, com uma textura uniforme.

Propriedades Mecânicas

O amieiro tem uma densidade média, mas é relativamente macio. Tem uma baixa resistência ao encurvamento, resistência ao choque e rigidez. É facilmente torneado e pode ser polido e colorido de modo a obter-se um excelente acabamento.

  • 0,41

    Gravidade Especifica (12% TH)

    449 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    10,10%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    67,571 MPa

    Módulo de Rutura

    9.515 MPa

    Módulo de Elasticidade

    40,129 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    2.624 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
alder_red_oiled
Não-oleada/o
alder_red_unoiled

Desempenho

  • O amieiro é maquinado facilmente e é bom para aplainar, perfurar, esculpir, moldar, pregar, aparafusar e colar, tornando-o altamente adequado para o mobiliário e marcenaria.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne, mas é permeável a um tratamento conservante. 

Principais Usos

  • Esta prolifica madeira de folhosas do Noroeste do Pacifico, com as suas excelentes credenciais ambientais, é utilizada para mobília, armários de cozinha e carpintaria de interior.   É utilizada também para portas e apainelamento.
     
  • O padrão do fio e a cor do amieiro faz desta madeira um substituto ideal da cerejeira.  
Mobília
Portas
Panelling
Armários
american_red_alder_small

Freixo americano

American_ash_big

Distribuição Florestal

Os freixos americanos crescem normalmente por toda a região Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas, desde do Norte, no estado de Nova Iorque, aos estados do Sul, ao longo do Golfo do México e todas as regiões entre estas.   Os freixos crescem no topo das montanhas, em baixas planícies e zonas costeiras, dando assim origem a uma ampla variedade de propriedades.  Com uma distribuição tão alargada em termos de altitude, clima e condições do solo, existem variações significativas nos freixos dependendo da região, particularmente entre as regiões do Norte, com um crescimento mais lento, e as regiões do Sul, com um crescimento mais rápido.  Também existem subespécies que vêm contribuir para esta variedade.  Apesar das pragas florestais e doenças que ameaçam a longo prazo a madeira em pé de freixos, o freixo continua a ser uma espécie prolífica. 

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do freixo dos Estados Unidos situa-se em 671 milhões m3, que compõe 5,1% do total de madeira em pé dos Estados Unidos.  O freixo americano está a crescer a um ritmo de 12,1 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 6,1 milhões m3 por ano.  O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 6 milhões m3 cada ano.  O inventário de 2014 indica que a taxa de crescimento do freixo americano excede a taxa de extração em todos os principais estados fornecedores, exceto em Michigan e Ohio, que estão no centro da infestação de Besouros Verdes (EAB, sigla em inglês).  Espera-se que as taxas de mortalidade e remoção de freixos aumentem num futuro imediato e provavelmente ultrapassarão a taxa de crescimento em alguns estados, devido à infestação de Besouros Verdes (EAB, sigla em inglês).

Disponibilidade De Material

  • O freixo dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada e folheado, numa ampla gama de graus de qualidade e tamanhos. Nas regiões do Norte há uma tendência a existir menos borne devido a um período de crescimento mais curto do que no Sul, onde a madeira cresce mais rapidamente com uma textura e fio mais abertos.   O freixo pode ser vendido com base na cor e está amplamente disponível para exportação.   Em 2015, o freixo era a 4ª principal espécie de madeira de folhosas americana a ser exportada, por volume, a nível mundial.
     
  • A madeira de freixo está disponível numa gama de graus de qualidade desde 4/4” (1” ou 25,4mm) até 8/4” (2” ou 52mm), embora possam ser obtidos volumes limitados de 10/4” (2,5” ou 63mm) e 12/4” (3’ ou 75mm).

Descrição Da Madeira

  • Em geral, o freixo tem uma madeira de cor clara, o borne varia em termos de cor, desde o branco ao amarelo, e o cerne varia do castanho claro ao castanho escuro, tendo algumas vezes algumas manchas mais claras.  A diferença de cor entre o borne com uma cor mais clara e branca, e o cerne mais escuro, mesmo acastanhado, é bastante nítida.  A madeira de freixo tem geralmente um fio direito com uma textura grosseira uniforme.  Em termos de aparência, o fio apresenta um contraste acentuado entre os anéis de crescimento das condições suaves do verão e as severas condições do inverno.  Nunca há duas peças iguais em termos de aparência.
     
  • Manchas castanhas claras ou manchas minerais, por vezes referidas como glassworm, são comuns em freixos e são classificadas como uma característica natural e não são consideradas defeitos de acordo com as normas de classificação da NHLA.  Estas características não comprometem a integridade da madeira.

Propriedades Mecânicas

A madeira de freixos tem em geral propriedades de resistência muito boas em relação ao peso.  Tem uma excelente resistência aos choques, o que é uma grande ajuda para aqueles que utilizam ferramentas manuais e equipamento desportivo, como tacos de beisebol.  É boa para a moldagem a vapor e por isso é a madeira favorita para fabricantes de móveis e apreciadores.  A sua dureza, estabilidade quando seca e o seu fácil acabamento e coloração, fazem com que seja a madeira ideal para móveis e soalhos.

Para descobrir mais sobre as propriedades mecânicas do freixo, leia o guia estrutural completo.

  • 0,6

    Gravidade Especifica (12% TH)

    673 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    10,70%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    103,425 MPa

    Módulo de Rutura

    11.977 MPa

    Módulo de Elasticidade

    51,092 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    5.871 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
ash_oiled
Não-oleada/o
Ash_unoiled_03.jpg

Desempenho

O freixo é bem maquinado, sendo bom para aparafusamento, pregagem e colagem e pode ser colorido e polido de modo a obter-se um acabamento muito bom.  O freixo tingido de preto teve vários ciclos de moda bem-sucedidos em relação a móveis.  Seca de forma bastante fácil com uma degradação mínima. A sua boa estabilidade significa que existe pouco movimento em desempenho.  Folheado de freixo lamina bem para produzir materiais de painéis.  O freixo é não-resistente à podridão do cerne, que é moderadamente resistente a um tratamento conservante, mas o borne é permeável.  Isto faz com que o freixo seja adequado a modificações térmicas, como já foi provado pelo seu diverso uso em apainelamento, revestimento, bancadas e móveis para jardins.

Principais Usos

Esta madeira gerida de forma sustentável de florestas naturais da América do Norte, com as suas excelente credencias ambientais, é popular entre designers, arquitetos, usuários especializados e consumidores de todo o mundo.  Os seus principais usos são: mobília, soalhos, portas, carpintaria arquitetónica e moldagem, armários de cozinha, ferramentas e artigos de desporto.

Moldagem
Apainelamento
Mobília
Portas
American_ash_small

Álamo americano

American_aspen_big

Distribuição Florestal

O álamo americano cresce em áreas densas que são facilmente sustentáveis, mas comercialmente são menos importantes que algumas outras madeiras de folhosas americanas.  Pode crescer até uma altura de 120 pés (48m) e ter até 4 pés (1,2m) de diâmetro.  Devido à variabilidade genética os troncos podem ser bastante cilíndricos com pouca conicidade e poucos membros, ou encurvados ou contorcidos.   O álamo é uma das espécies que beneficia de cortes rasos para regenerar-se, visto que é intolerante à sombra, e voltar a crescer a partir de plântulas e brotos.   É uma espécie pioneira natural que cresce depois de incêndios florestais.   Os quatro principais estados produtores de álamo são: Minnesota, Wisconsin, Maine e Michigan.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do álamo dos Estados Unidos situa-se em 637 milhões m3, que compõe 4,8% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O álamo americano está a crescer a um ritmo de 10,1 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo extração encontra-se em 8,6 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 1,5 milhões m3 cada ano.

Disponibilidade De Material

O álamo dos Estados Unidos está disponível como madeira serrada e folheado de madeira.  A madeira tende a estar disponível principalmente em tamanhos mais finos, 4/4” (1’’ ou 25,4mm) e 5/4” (1,25” ou 32mm), embora alguns fornecedores possam oferecer volumes limitados de 6/4” (38mm) e 8/4” 52mm.

Descrição Da Madeira

O borne é branco e o cerne é castanho claro, com apenas uma pequena diferença entre ambos.  A madeira de álamo tem uma textura uniforme fina e um fio direito.

Propriedades Mecânicas

O álamo tem uma densidade baixa e a madeira é leve e macia.  Tem uma classificação muito baixa no encurvamento, com uma baixa resistência e rigidez, mas uma resistência média aos choques.

  • 0,38

    Gravidade Especifica (12% TH)

    417 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    9,20%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    57,918 MPa

    Módulo de Rutura

    8.136 MPa

    Módulo de Elasticidade

    29,304 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    1.557 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
aspen_oiled
Não-oleada/o
aspen_unoiled

Desempenho

  • O álamo é maquinado facilmente, mas pode produzir uma superfície um pouco ondulada quando cortado.  Não se fende quando pregado e é bastante fácil de tornear e polir como também aceita bem tintas e cores de modo a produzir um bom acabamento, ainda que seja necessário cuidado onde a superfície é ondulada.  O álamo apresenta uma contração baixa a moderada e uma boa estabilidade dimensional. Tem um desempenho semelhante a outros choupos genuínos de outras partes do mundo.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne e é resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

Esta madeira de folhosas de rápido crescimento, que é comum nos Estados Unidos, é utilizada para peças de mobiliário, particularmente lados de gavetas.  É também utilizada numa ampla gama de aplicações incluindo portas, carpintaria de interiores, moldagem e molduras de fotografias.   Usos especializados incluem bancos de saunas devido à sua baixa condutividade térmica, embalagem de alimentos e pauzinhos pela sua falta de odor e sabor.  O álamo é utilizado também na produção de pasta para papel.

Moldagem
Portas
Armários
American_aspen_small

Tília americana

American_basswood_big

Distribuição Florestal

Desde um ponto de visto botânico, a tília americana está relacionada com a tília europeia.  As árvores são geralmente grandes em termos de altura e diâmetro, e frequentemente têm troncos retos e relativamente livre de ramos.  A tília americana cresce por todo os Estados Unidos em florestas naturais de folhosas.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé de tília dos Estados Unidos situa-se em 205 milhões m3, que compõe 1,5% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A tília americana está a crescer a um ritmo de 3,1 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo extração encontra-se em 1,6 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 1,5 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento da tília americana excede ou é igual à taxa de extração em todos os principais estados produtores.

Disponibilidade De Material

A tília dos Estados Unidos está disponível como madeira serrada e folheado em volumes relativamente limitados em comparação com algumas outras espécies.  A madeira está disponível numa gama de graus de qualidade e espessuras desde 4/4” (25,4mm) até 16/4” (102mm) devido à sua fácil secagem.  Madeira de tília está também disponível em 9/4” (56mm), uma espessura produzida especialmente para a produção de persianas e estores venezianos.

Descrição Da Madeira

O borne da tília é geralmente bastante grande e de cor branca creme, enquanto o cerne é castanho pálido a avermelhado. Por vezes pode apresentar manchas mais escuras que não são um defeito.  A diferença entre o borne e o cerne é pequena e pode ser indistinta. A madeira de tília tem uma textura uniforme fina e tem um fio direito, que não é distinto.

Propriedades Mecânicas

A tília é leve e macia embora se diga que é ‘robusta’, com uma baixa densidade e resistência. Além disso, tem uma fraca classificação na moldagem a vapor.

  • 0,37

    Gravidade Especifica (12% TH)

    417 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    12,60%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    59,987 MPa

    Módulo de Rutura

    10.067 MPa

    Módulo de Elasticidade

    32,613 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    1.824 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
basswood_oiled
Não-oleada/o
basswood_unoiled

Desempenho

  • A tília é facilmente maquinada e trabalha bem com ferramentas manuais, o que faz dela a primeira escolha em madeira para escultura.  É melhor para aparafusar do que para pregar, cola bastante bem e pode ser lixada, colorida e polida até se obter um bom acabamento macio.  Seca rapidamente com pouca podridão e apresenta uma boa estabilidade dimensional quando seca.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne, mas é permeável, o que faz com que seja possível fazer um tratamento conservante.

Principais Usos

Esta madeira de folhosas única, que cresce em florestas naturais nos Estados Unidos, é considerada a melhor espécie para estores venezianos e persianas internas de janelas.  É amplamente utilizada para escultura, torneamento, moldagem e móveis.  Usos especializados incluem a produção de moldes e instrumentos musicais, utilizada especialmente para peças de piano.

Moldagem
Escultura
Mobília
Instrumentos musicais
Torneamento
American_basswood_small

Cerejeira americana

American_cherry_big

Distribuição Florestal

As cerejeiras das florestas crescem principalmente no Nordeste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas.  Esta espécie é diferente das muitas outras cerejeiras florais plantadas por todo o mundo.  Trata-se de uma única espécie; as árvores crescem alto e em áreas densas de vários Estados americanos, nomeadamente a Pensilvânia, Nova Iorque, Virgínia e Virgínia Ocidental.   A cerejeira tem uma rotação relativamente curta e requer menos tempo para amadurecer em comparação com outras madeiras de folhosas. Uma grande parte do recurso atual é o resultado da capacidade de regeneração natural das cerejeiras após incêndios florestais. 

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da cerejeira dos Estados Unidos situa-se em 404 milhões m3, que compõe 3,0% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A cerejeira americana está a crescer a um ritmo de 11,7 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 4,3 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 7,4 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento da cerejeira americana excede a taxa de extração em todos os principais estados produtores.

Disponibilidade De Material

  • A cerejeira dos Estados Unidos está prontamente disponível como folheado e madeira serrada, numa ampla gama de graus e tamanhos, embora limitada como material mais espesso; 10/4” (63mm) e 12/4” (75mm).  As espécies podem estar sujeitas a ciclos de popularidade ou moda, deste modo uma aparente escassez de madeira serrada seca disponível para entrega pode não refletir o recurso substancial disponível para extração.
     
  • A cerejeira pode ser vendida selecionada por cores, definindo a quantidade de material sem borne ou vendida sem borne numa face.  Por exemplo, as tábuas de cerejeira podem ser vendidas como 90/50, o que significa que uma face será 90% de cerne e não menos que 50% de cerne na face inversa - ou vendida com outras especificações.   Recomenda-se que consulte os fornecedores.

Descrição Da Madeira

O cerne da cerejeira pode variar entre o vermelho vivo e o castanho avermelhado e escurece com a exposição à luz.  O borne é branco creme.  Embora a diferença entre o cerne e o borne seja evidente, esta pode ser reduzida pelo vapor.  A madeira apresenta um fio direito uniforme fino não-pronunciado com uma textura macia. As pequenas manchas medulares castanhas, nós olhos de perdiz e bolsas ou veios de goma são características naturais da cerejeira, mas a sua ocorrência varia de acordo com a região.

Propriedades Mecânicas

A madeira tem uma densidade média, com boas propriedades de encurvamento, uma força e resistência ao choque média, mas uma rigidez baixa, e com cuidado pode ser submetida a vapor.  A sua dureza e estabilidade quando seca, permite que a madeira seja facilmente colorida e acabada até à obtenção de uma superfície excelente.  É muito elogiada para mobília e carpintaria de interiores.  Como uma espécie relativamente macia, a cerejeira americana é apenas adequada para soalhos em áreas com pouco movimento, como quartos, ou em culturas onde os sapatos não são utilizados dentro de casa - como acontece na Ásia.

  • 0,5

    Gravidade Especifica (12% TH)

    561 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    9,20%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    84,809 MPa

    Módulo de Rutura

    10.274 MPa

    Módulo de Elasticidade

    49,023 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    4.226 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
cherry_oiled
Não-oleada/o
cherry_unoiled

Desempenho

  • A madeira serrada da cerejeira é fácil de maquinar, aplainar e tornear. Cola bem com um bom desempenho durante o aparafusamento e a pregagem. Tem excelentes propriedades de escultura e moldagem. A cerejeira pode ser lixada, colorida e polida facilmente até um acabamento muito fino e macio.
     
  • O cerne é resistente à podridão e é moderadamente resistente ao tratamento conservante.
     
  • Os usuários devem ter em conta que o tom do cerne da cerejeira pode escurecer muito rapidamente por exposição à luz.

Principais Usos

Esta madeira gerida de forma sustentável de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é venerada em todo o mundo pelo calor da sua cor e o seu acabamento fino. É altamente adequada para o mobiliário, fabrico de armários e marcenaria de alta qualidade.  É amplamente utilizada para o fabrico de portas, apainelamento, carpintaria de interiores arquitetónica, moldagem e armários de cozinha, e alguns soalhos.  É também utilizada para certas aplicações especializadas como instrumentos musicais e interiores de barcos.

Moldagem
Mobília
Instrumentos musicais
Portas
Panelling
Armários
American_cherry_small

Choupo americano

American_cottonwood_big

Distribuição Florestal

Os choupos americanos do Leste crescem rapidamente e o maior deste género cresce amplamente por todo os Estados Unidos, e estão normalmente associados à água.  Estes podem ter até 8 pés de diâmetro.   O choupo americano pode ser referido como choupo-branco e não deve ser confundido com o tulipeiro, conhecido como álamo amarelo nos Estados Unidos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do choupo dos Estados Unidos situa-se em 226 milhões m3, que compõe 1,7% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O choupo americano está a crescer a um ritmo de 4,3 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 1,5 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 2,8 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do choupo americano excede a taxa de extração em todos os principais estados produtores, exceto em Maine (onde é plantado principalmente em zonas urbanas), Nebrasca e Texas. Os choupos estão em declínio em algumas zonas semiáridas dos Estados Unidos devido às secas, invasão de espécies exóticas e sobrepastoreio.

Disponibilidade De Material

O choupo americano está disponível como madeira serrada e folheado, mas pode estar apenas disponível em volumes limitados de especificações para exportação, determinados pela procura atual de exportação.   A madeira serrada de choupo pode ser obtida principalmente de produtores do Sul, predominantemente em 4/4” (25,4mm) e 5/4” (32mm), onde se deve processar rapidamente quando recém cortado (verde) de modo a evitar fendas e uma coloração azul.

Descrição Da Madeira

O choupo americano é uma madeira porosa com uma textura grosseira.  Geralmente apresenta um fio direito com um número relativamente pequeno de defeitos.  O borne é branco, mas pode conter manchas castanhas.  O cerne pode ser castanho pálido a claro.

Propriedades Mecânicas

A madeira do choupo americano é relativamente leve e macia.  É fraca em termos de encurvamento e compressão, assim como uma fraca resistência baixa aos choques. O choupo americano não tem cheiro nem sabor quando seco.

  • 0,4

    Gravidade Especifica (12% TH)

    449 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    11,30%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    58,608 MPa

    Módulo de Rutura

    9.466 MPa

    Módulo de Elasticidade

    33,854 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    1.913 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
cottonwood_oiled
Não-oleada/o
cottonwood_unoiled

Desempenho

  • O choupo americano apresenta alguns desafios de maquinação, mas estes podem ser superados. A madeira pode dar origem a uma superfície ondulada ou lanuda quando cortada, por tanto o uso de lâminas afiadas, colocadas nos ângulos corretos, é essencial de modo a evitar este problema.   Além disso, cola-se e aparafusa-se bem sem causar fendas.  Seca facilmente, mas com uma tendência para a deformação, com pouco movimento em desempenho.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão.

Principais Usos

Tradicionalmente utilizado para estores venezianos, o choupo americano é utilizado agora para móveis, e especialmente na produção de móveis e peças de mobiliário.  Outros usos incluem carpintaria de interiores e moldagem.

Moldagem
Mobília
Armários
American_cottonwood_small

Olmo vermelho americano

American_elm_big

Distribuição Florestal

Atualmente, os olmos americanos estão a regenerar-se naturalmente em algumas regiões, fazendo com que o fornecimento seja irregular.  A distribuição é ampla, mas as árvores são consideravelmente afetadas pelas condições da região.   As árvores são relativamente pequenas, muitas vezes com troncos divididos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do olmo americano situa-se em 258 milhões m3, que compõe 1,9% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O olmo está a crescer a um ritmo de 4,7 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 2,5 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 2,18 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do olmo americano excede a taxa de extração nos estados produtores mais importantes, com a exceção de Ohio. Apesar de ter sobrevivido à doença holandesa do olmo, o olmo americano continua a ser suscetível a contrair esta doença, o que afetou o crescimento e a extração em alguns estados.

Disponibilidade De Material

O olmo dos Estados Unidos está disponível em volumes comerciais muito limitados e a madeira serrada é principalmente produzida com 4/4” (25,4mm) de espessura.  Como resultado, pode ser difícil obter especificações e graus de exportação de uma forma regular.  Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

O fio fechado do olmo pode ser, ocasionalmente, direito ou severamente intercruzado, com uma textura grosseira.  O borne estreito é branco acinzentado a castanho claro, e o cerne é castanho claro a castanho escuro.  Os furos nos troncos causados por bicadas de pássaros, que podem ser encontrados no olmo, são uma característica natural e de acordo com as normas de classificação da NHLA não são considerados um defeito.

Propriedades Mecânicas

O olmo é moderadamente pesado, duro e forte.  É rígido, com um excelente encurvamento e resistência ao choque.

  • 0,53

    Gravidade Especifica (12% TH)

    593 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    11%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    89,635 MPa

    Módulo de Rutura

    10.274 MPa

    Módulo de Elasticidade

    43,852 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    3.825 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Não-oleada/o
elm_unoiled

Desempenho

  • O olmo maquina razoavelmente bem e prega-se e aparafusa-se facilmente.  A madeira cola bem e pode ser lixada, colorida e polida até à obtenção de um bom acabamento. Seca bem com podridão mínima e tem pouco movimento em desempenho.
     
  • A madeira é classificada como não-resistente à podridão do cerne, mas é classificada como permeável a conservantes.

Principais Usos

Quando disponível, o olmo americano, é uma espécie atrativa e desejável para o mobiliário e produção de armários, como também pode ser utilizado para carpintaria de interiores, soalhos e apainelamento.

Apainelamento
Mobília
Panelling
Armários
American_elm_small

Liquidâmbar americana

gum_sap_big

Distribuição Florestal

As liquidâmbares americanas são grandes com troncos retos, que crescem por toda a região do Sudeste dos Estados Unidos. Existem outras espécies, não comerciais, que crescem por todo os Estados Unidos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da liquidâmbar dos Estados Unidos situa-se em 661 milhões m3, que compõe 5,0% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A liquidâmbar americana está a crescer a um ritmo de 20,7 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 12,9 milhões m3 por ano.  O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 7,8 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento da liquidâmbar americana excede ou é igual à taxa de extração em todos os principais estados produtores.

Disponibilidade De Material

A liquidâmbar americana está disponível como madeira serrada e folheado, numa ampla gama de graus e tamanhos. Normalmente é vendida como liquidâmbar sem especificações de cor.  De acordo com as normas de classificação da NHLA é necessário que cada corte raso tenha uma face vermelha (cerne).  Quando selecionada por cor, a liquidâmbar (maioria cerne) tem uma disponibilidade muito mais limitada. A madeira serrada tem mais probabilidades de estar disponível em tamanhos mais finos (4/4” e 5/4”) e pode ser mais limitada em mercados exportadores.

Descrição Da Madeira

A liquidâmbar tem uma textura uniforme fina, mas apresenta um fio irregular, geralmente intercruzado, que produz frequentemente uma figura de fio atrativa.  O borne da liquidâmbar tende a ser largo e é branco a rosa claro, ao passo que o cerne é castanho avermelhado, muitas vezes com manchas mais escuras.

Propriedades Mecânicas

A madeira da liquidâmbar é apenas moderadamente dura a macia, rígida e pesada, mas tem uma classificação baixa de moldagem a vapor.  A madeira tem também um fio fechado.

  • 0,62

    Gravidade Especifica (12% TH)

    689 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    13,40%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    114,457 MPa

    Módulo de Rutura

    13.859 MPa

    Módulo de Elasticidade

    56,332 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    5.604 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
gum_sap_oiled
Não-oleada/o
gum_sap_unoiled

Desempenho

  • A madeira liquidâmbar é fácil de trabalhar, tanto com ferramentas manuais como ferramentas de máquina.  Prega-se, aparafusa-se e cola-se bem, aceita as cores com facilidade e pode ser lixada e polida até à obtenção de um acabamento excelente.  Seca rapidamente com uma forte tendência para deformar e enrolar.  Apresenta uma contração grande e é suscetível ao movimento em desempenho.
     
  • A madeira é classificada como não-resistente à podridão.   O cerne é moderadamente resistente ao tratamento conservante, mas o borne é permeável.

Principais Usos

Os principais usos são: fabrico de armários, móveis e peças de mobiliário, portas, carpintaria de interiores e moldagem.  A liquidâmbar tem sido utilizada e colorida, como um substituto de nogueira ou mogno.

Moldagem
Mobília
Portas
Armários
American_sap_gum_small

Lódão americano

American_hackberry_big

Distribuição Florestal

O lódão americano, é tolerante a uma ampla gama de solos, por isso é bastante difundido nos Estados Unidos, crescendo em florestas naturalmente regeneradas, principalmente nos estados do Centro e do Sul, para não confundir com lódão do Mississípi (C. tenuifolia) que cresce principalmente perto da costa do Golfo. O lódão comum pode chegar a ser grande, alto e reto, com poucos ramos baixos de 70 pés que produzem madeira serrada sem defeitos. 

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do lódão americano situa-se em 138 milhões m3, que compõe 1,0% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O lódão americano está a crescer a um ritmo de 4,3 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 1,2 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 3,1 milhões m3 cada ano. As taxas de crescimento do lódão americano estão bastante acima das taxas de extração em todos os estados produtores importantes.

Disponibilidade De Material

O lódão americano está apenas disponível como madeira serrada em volumes muito limitados, em graus de exportação, e principalmente como material mais fino (4/4” e 5/4”) e é produzido principalmente no Sul dos Estados Unidos.  Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

A madeira do lódão americano é semelhante ao olmo, ao qual está relacionado, mas, embora seja pesado é bastante macio e não muito forte.  Ocasionalmente, o fio grosseiro e irregular pode ser direito e por vezes intercruzado, mas apresenta uma textura uniforme fina.   É diminuta a diferença entre borne e cerne, cuja cor varia entre o cinzento amarelado a castanho claro.

Propriedades Mecânicas

O lódão americano é moderadamente duro e pesado com uma boa resistência ao encurvamento, mas uma compressão baixa.  Tem uma resistência elevada ao choque e uma boa classificação na moldagem a vapor, mas é baixo em rigidez.

  • 0,53

    Gravidade Especifica (12% TH)

    593 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    13,50%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    76,535 MPa

    Módulo de Rutura

    8.205 MPa

    Módulo de Elasticidade

    37,509 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    3.914 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
hackberry_oiled
Não-oleada/o
hackberry_unoiled

Desempenho

  • A madeira do lódão americano aplaina-se e torneia-se bem, mas tem uma capacidade intermédia em suster pregos e parafusos.  É colorida e polida de forma satisfatória.  Seca facilmente com podridão mínima, mas apresenta uma contração elevada e pode ser suscetível ao movimento em desempenho. O lódão americano é suscetível a apresentar manchas azuis antes e após a secagem em estufa, logo a madeira serrada comprada nos Estados Unidos tende a ser aplainada antes de ser enviada.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne e é moderadamente resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

O lódão comum é utilizado para o mobiliário e armários de cozinha, carpintaria de interiores, portas e moldagem.  É também utilizado como um substituto do freixo.

Moldagem
Mobília
Portas
Armários
Substituto para outras madeiras
American_hackberry_small

Juglandácea americana

American_hickory_big

Distribuição Florestal

As nogueiras são um grupo importante e as árvores crescem naturalmente por todo o Leste dos Estados Unidos, do Norte ao Sul.  Em termos botânicos, dividem-se em dois grupos; as nogueiras mais importantes e genuínas e as nogueiras que produzem nozes-pecã, esta última sendo uma importante árvore frutífera.   Estas árvores variam imenso em tamanho.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da juglandácea americana situa-se em 7,11 milhões m3, que compõe 5,4% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A juglandácea americana está a crescer a um ritmo de 14,1 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 6,5 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 7,6 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento da juglandácea americana excede a taxa de extração em todos os estados produtores importantes, com a exceção de Luisiana.

Disponibilidade De Material

A madeira serrada da juglandácea americana está prontamente disponível em graus de exportação, mas é vendida misturada e sem seleção de cor.  O grau FAS da NHLA permite uma largura mínima de 4 polegadas (101,6 mm).  Os graus de qualidade inferiores da NHLA (Nº 1 e 2 Common) podem produzir uma aparência rustica atrativa e moderna.  A madeira serrada é principalmente produzida em tamanhos mais finos (4/4” e 5/4), embora uma quantidade limitada de material mais espesso possa estar disponível.

Descrição Da Madeira

A madeira da juglandácea americana varia muito em cor, padrão de fio e aparência.  A madeira apresenta uma textura fina e o fio é geralmente direito, embora possa ser ondulado ou irregular.  O borne é branco, por vezes tingido de castanho, ao passo que o cerne apresenta um tom castanho pálido a amarelado a uma cor mais escura. Manchas minerais púrpura profundas são uma característica natural.   Os furos nos troncos causados por bicadas de pássaros também são uma característica comum e nenhum destes são considerados defeitos.

Propriedades Mecânicas

A madeira das nogueiras é bastante grosseira e varia de forte a menos forte, embora seja pesada e muito dura.  Tem também uma boa resistência ao encurvamento, ao choque e dispõe de excelentes propriedades de moldagem a vapor.

  • 0,75

    Gravidade Especifica (12% TH)

    833 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    14,3%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    138,590 MPa

    Módulo de Rutura

    15.583 MPa

    Módulo de Elasticidade

    63,365 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    N/A

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
hickory_oiled
Não-oleada/o
hickory_unoiled

Desempenho

  • As nogueiras são consideradas difíceis de maquinar e colar, e são extremamente difíceis de trabalhar com ferramentas manuais. Prega-se e aparafusa-se bem, mas têm tendência a fender-se, logo aconselha-se uma perfuração prévia. A madeira pode ser lixada e polida até à obtenção de um bom acabamento. Pode ser difícil de secar e tem uma grande capacidade de contração, o que pode afetar a estabilidade em condições de humidade variáveis e em materiais com uma largura maior.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne e está classificada como moderadamente resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

Mobílias, armários, escadas, cavilhas para cabos de construção e artigos de desporto.  Tradicionalmente utilizada para baquetas e por pessoas que fabricam ou restauram rodas de madeira.  As propriedades de durabilidade da juglandácea americana fazem com que seja uma excelente escolha para soalhos, especialmente em zonas com muito movimento.  Historicamente, as primeiras hastes de madeira em tacos de golfe eram produzidas a partir de juglandácea americana, e os classificadores de madeira serrada da NHLA ainda utilizam a vareta tradicional de medição de juglandácea americana.

Cabos de ferramentas
Apainelamento
Mobília
Armários
American_hickory_small

Ácer duro americano

American_maple_hard_big

Distribuição Florestal

O ácer duro americano é uma espécie de clima frio, embora as árvores possam crescer por todo os Estados Unidos em florestas de folhosas mistas, mas preferem os estados mais nortenhos.  Esta espécie é bastante diferente de outros áceres de outras partes do mundo.  As árvores crescem, muitas vezes, em zonas densas, em muitos tipos de solo, e são cultivadas também para produzir o seu famoso xarope de ácer.  A extração das árvores é sazonal (outono e inverno).

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do ácer duro americano situa-se em 926 milhões m3, que compõe 7,0% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O ácer duro americano está a crescer a um ritmo de 18,5 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 9,1 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 9,4 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do ácer duro americano excede a taxa de extração em todos os principais estados fornecedores, exceto em Maine.  Em Maine, a taxa de extração de áceres tem sido alta em relação ao crescimento, principalmente devido ao aumento da extração para suprimentos de bioenergia e madeira para trituração, e porque florestas de folhosas dominadas por áceres estão a ser substituídas lentamente por florestas de resinosas.

Disponibilidade De Material

  • O ácer duro dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada numa gama de graus e tamanhos, e como folheado.  A madeira serrada é produzida regularmente em espessuras de 4/4” a 8/4’”, mas é limitada em tamanhos mais espessos.
     
  • A madeira serrada pode ser vendida conforme a seleção da cor (branca), o que normalmente tem um custo adicional.  Geralmente, isto é feito utilizando as normas de classificação da NHLA para a seleção de cores, o que cria classificações de cores como “1 e 2 branco”.  Recomenda-se que consulte os fornecedores.

Descrição Da Madeira

  • Geralmente, o borne do ácer duro é branco creme, mas este pode apresentar um ligeiro tom castanho avermelhado.  A madeira serrada pode ser selecionada com o cerne branco e o folheado é sempre selecionado. A cor do cerne do ácer duro varia entre o castanho avermelhado claro e o castanho avermelhado escuro e pode variar também conforme a região. A diferença entre a cor do cerne e do borne pode ser mínima.  Ambos podem conter manchas medulares como uma característica natural.
     
  • A madeira do ácer duro tem uma textura fina e fechada e, de um modo geral, tem um fio direito.  O ácer duro pode apresentar figuras “onduladas”, “veios ondeados” e “olhos de perdiz”. A madeira tende a escurecer com o passar do tempo com a exposição à luz.

Propriedades Mecânicas

Tal como o nome indica, o ácer duro, é duro e pesado com boas propriedades de resistência.  Tem uma elevada resistência à abrasão e ao desgaste, assim como boas propriedades de moldagem a vapor.  Consequentemente, é uma das espécies preferidas para soalhos, incluindo pavimentos desportivos, pistas de bowling e bancadas.

  • 0,63

    Gravidade Especifica (12% TH)

    705 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    11,90%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    108,941 MPa

    Módulo de Rutura

    12.618 MPa

    Módulo de Elasticidade

    53,988 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    6.450 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
maple_hard_oiled
Não-oleada/o
maple_hard_unoiled

Desempenho

  • A madeira serrada de ácer duro é excelente para maquinar, perfurar, tornear e acabar.   É bem aplainada, colada, perfurada e esculpida, mas é apenas razoável para aparafusar e pregar.  Produz bons moldes.  O ácer duro pode ser lixado, colorido e polido facilmente até um acabamento muito fino e macio.
     
  • O cerne é apenas ligeiramente ou não-resistente à podridão e é resistente ao tratamento conservante. Enquanto o borne é permeável.

Principais Usos

Esta madeira gerida de forma sustentável de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é venerada em todo o mundo pela sua propriedade de durabilidade, a delicadeza das suas cores claras e o seu acabamento fino. É ideal para todos os tipos de soalhos, incluindo zonas com muito movimento como por exemplo: edifícios públicos, móveis, produção de armários e marcenaria de alta qualidade.  É amplamente utilizada para mesas, bancadas, moldagem, e armários de cozinha.

Moldagem
Apainelamento
Mobília
Armários
Uso relacionado a alimentos
American_maple_hard_small

Ácer macio americano

American_maple_soft_big

Distribuição Florestal

O ácer macio americano cresce amplamente em todo o Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas. O ácer vermelho é predominante no Nordeste e o ácer prateado pode ser encontrado nos Estados centrais e do Sul.  O nome pode ser enganador, pois o ácer macio não é tecnicamente muito macio.  Existe um número significativo de subespécies - que são todas vendidas como ácer macio.  Várias delas, incluindo o ácer da Costa do Pacífico/folhas grandes (Acer macrophyllum), crescem no Noroeste dos Estados Unidos, para as quais existem e se aplicam normas especificas de classificação. 

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do ácer macio americano situa-se em 1,55 mil milhões m3, que compõe 11,7% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O ácer macio americano está a crescer a um ritmo de 36,4 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 14,8 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 21,6 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do ácer macio americano excede a taxa de extração em todos os principais estados produtores.

Disponibilidade De Material

O ácer macio dos Estados Unidos está amplamente disponível como madeira serrada numa gama de tamanhos e graus, mas raramente como folheado. A madeira serrada é normalmente vendida sem seleção em termos de cor.  A produção vinda da Costa Oeste é vendida geralmente aplainada e classificada a partir da melhor face, o que significa um afastamento das normas de classificação da NHLA.

Descrição Da Madeira

  • O ácer macio é um pouco parecido ao ácer duro, mas conta com uma maior variação em termos de cor, especialmente de uma região para outra.  De um modo geral, o borne do ácer macio é branco acinzentado, mas pode ser mais escuro, com manchas medulares que são classificadas como características naturais.  A cor do cerne do ácer macio varia entre o castanho avermelhado claro e o castanho avermelhado escuro. A diferença entre o borne e o cerne é maior em comparação com o ácer duro.
     
  • Geralmente, a madeira do ácer macio apresenta um fio direito com uma textura fina, e com um padrão de fio semelhante à cerejeira americana. O ácer macio pode ser colorido como um substituto da cerejeira.

Propriedades Mecânicas

O ácer macio tem uma boa resistência ao encurvamento e esmagamento, mas tem uma baixa rigidez e resistência ao choque. É cerca de 25% menos duro do que o ácer duro.  Consequentemente, não é recomendável para soalhos e bancadas.

  • Acer Rubrum

    0,54

    Gravidade Especifica (12% TH)

    609 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    10,50%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    92,393 MPa

    Módulo de Rutura

    9.998 MPa

    Módulo de Elasticidade

    45,093 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    4.225 N

    Dureza
  • Acer Macrophyllum

    0,48

    Gravidade Especifica (12% TH)

    545 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    9,3%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    73,777 MPa

    Módulo de Rutura

    11.308 MPa

    Módulo de Elasticidade

    41,025 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    3.780 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
maple_soft_oiled
Não-oleada/o
maple_soft_unoiled

Desempenho

  • A madeira serrada de ácer macio é excelente para maquinar, perfurar, aplainar e acabar. É bem torneada, colada, aplainada, perfurada e esculpida, mas é apenas razoável para aparafusar e pregar. Produz bons moldes. O ácer macio pode ser facilmente lixado, colorido e polido de modo a obter-se um acabamento fino e macio, e tem boas propriedades de moldagem a vapor.  Quando colorido é visto como um substituto da cerejeira. As suas propriedades mecânicas e o seu desempenho fazem com que seja também um substituto da faia.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão e o cerne é moderadamente resistente ao tratamento conservante. Enquanto o borne é permeável.

Principais Usos

Esta madeira de folhosas gerida de forma altamente sustentável de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é uma boa opção em casos onde não sejam essenciais as propriedades de durabilidade e dureza.  É utilizada para mobília, produção de armários e marcenaria, como também portas, armários de cozinha e para tornear e moldar.

Moldagem
Mobília
Portas
Armários
Torneamento
American_maple_soft_small

Carvalho branco americano

American_white_oak_big

Distribuição Florestal

O carvalho branco cresce exclusivamente na América do Norte e está espalhado amplamente pela maioria do Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas. Tal como no caso do carvalho vermelho, existem muitas subespécies, todas entre a classificação de carvalho branco, e juntas formam o grupo de espécies mais comum, que representa aproximadamente 33% do recurso de madeiras de folhosas americanas.  As árvores são altas e facilmente identificadas pela forma redonda das folhas, que se tornam castanhas no Outono.   Os carvalhos brancos crescem também do Norte a Sul; alguns em zonas altas nas montanhas e outros em planícies dando assim origem a características diferentes. Consequentemente, existem variações significativas nos carvalhos brancos dependendo do local de origem, especialmente entre as árvores setentrionais com um crescimento mais lento, e as árvores meridionais com um crescimento mais rápido. Tal como no caso dos carvalhos vermelhos, são considerados como sustentáveis para o consumo nacional como para a exportação.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do carvalho branco americano situa-se em 2,08 mil milhões m3, que compõe 15,7% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O carvalho branco americano está a crescer a um ritmo de 39,6 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 20,9 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 18,6 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do carvalho branco americano excede a taxa de extração em todos os principais estados fornecedores.

Disponibilidade De Material

O carvalho branco dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada e folheado, numa ampla gama de graus e tamanhos. Devido ao longo período de secagem, nem todos os fornecedores oferecem madeira serrada mais espessa (10/4” e 12/4”), mas estão disponíveis em volumes limitados. Nas regiões do Norte há uma tendência a existir menos borne devido a um período de crescimento mais curto que no Sul, onde a madeira cresce mais rapidamente com uma textura e fio mais abertos. O carvalho branco pode ser vendido como ‘setentrional’ ou ‘meridional’, mas esta pode ser uma simplificação excessiva das diferenças de acordo com o local de cultivo.

Descrição Da Madeira

  • Os carvalhos brancos têm um fio atrativo, semelhante ao que se pode encontrar em muitos outros carvalhos pelo mundo.  Em geral, o borne do carvalho branco é esbranquiçado a castanho claro e o cerne é, normalmente, castanho claro a escuro. A diferença entre o borne e o cerne do carvalho branco não é tão clara como no caso do carvalho vermelho.  A madeira de carvalhos brancos é principalmente de fio reto, com uma textura média a grosseira.
     
  • A madeira apresenta raios medulares - uma característica de todos os carvalhos genuínos (Quercus) - e estes raios são maiores no carvalho branco do que no carvalho vermelho; consequentemente o carvalho branco tem uma figura mais pronunciada.  A madeira do cerne não é porosa, portanto é adequada para barris de vinho e uso exterior.

Propriedades Mecânicas

Os carvalhos brancos americanos têm em geral propriedades de resistência excelentes em relação ao peso, fazendo deles uma das espécies preferidas para aplicações estruturais.  A madeira é dura e relativamente pesada com uma boa resistência ao encurvamento e ao esmagamento, mas com uma rigidez baixa.  Testes estruturais realizados na Europa confirmam que o carvalho branco tem uma maior resistência inerente de fibra em comparação com o carvalho europeu.  Além disso, tem uma excelente capacidade para moldagem a vapor. A sua dureza e estabilidade quando seca e o seu fácil acabamento e coloração, fazem com que seja uma madeira muito popular para móveis e soalhos, especialmente em mercados exportadores.

Para descobrir mais sobre as propriedades mecânicas do carvalho branco, leia o guia estrutura completo.

  • 0,68

    Gravidade Especifica (12% TH)

    769 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    12.273 MPa

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    104,804 MPa

    Módulo de Rutura

    12.273 MPa

    Módulo de Elasticidade

    51,299 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    6.049 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
oak_white_oiled
Não-oleada/o
oak_white_unoiled

Desempenho

  • A madeira serrada de carvalho branco é bem maquinada, com um bom desempenho na pregagem e aparafusamento, embora uma perfuração prévia seja recomendada. A madeira cola bem (embora primários sejam recomendados para uma colagem estrutural) e pode ser colorida e polida até à obtenção de um acabamento muito bom.  A madeira tem que ser seca lentamente e cuidadosamente de modo a evitar a podridão e apresenta um elevado diferencial de contração radial e tangencial, portanto, pode ser suscetível ao movimento em desempenho sob condições de humidade.  Tem excelentes propriedades de perfuração e acabamento.
     
  • O cerne é resistente à podridão e resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

Esta madeira gerida de forma sustentável proveniente de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é uma espécie importante em muitos mercados exportadores. Os seus principais usos são no mobiliário, soalhos, portas, carpintaria arquitetónica, moldes e armários de cozinha. É utilizada também em certas aplicações no sector de construção, como por exemplo vigas estruturais laminadas e coladas, e outras aplicações especializadas.

Moldagem
Apainelamento
Mobília
Portas
Armários
Glulam Beams
American_white_oak_small

Nogueira-pecã

American_pecan_big

Distribuição Florestal

A nogueira-pecã cresce naturalmente no Sudeste do Estados Unidos, principalmente no vale de Mississípi. É uma importante árvore frutífera e varia imenso em tamanho.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da nogueira-pecã americana situa-se em 37 milhões m3, que compõe 0,3% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A nogueira-pecã americana está a crescer a um ritmo de 800,000 m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 300,000 m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 500,000 m3 cada ano. A taxa de crescimento da nogueira-pecã americana excede consideravelmente a taxa de extração nos quatro principais estados produtores: Arkansas, Kansas, Luisiana e Mississípi

Disponibilidade De Material

A madeira serrada da nogueira-pecã está prontamente disponível em graus de exportação, mas é vendida misturada e sem seleção de cor. O grau FAS da NHLA permite uma largura mínima de 4 polegadas (101,6 mm). Os graus de qualidade inferiores da NHLA (Nº 1 e 2 Common) podem produzir uma aparência rustica atrativa e moderna. A madeira serrada é principalmente produzida em tamanhos mais finos (4/4” e 5/4), embora uma quantidade limitada de material mais espesso possa estar disponível.

Descrição Da Madeira

A madeira da nogueira-pecã deste grupo tão diverso varia muito em cor, padrão de fio e aparência. A madeira apresenta uma textura grosseira e o fio é geralmente direito, embora possa ser ondulado ou irregular. O borne é branco, por vezes tingido de castanho, ao passo que o cerne apresenta um tom castanho pálido a amarelado a uma cor mais escura. Manchas minerais púrpura profundas são uma característica natural. Os furos nos troncos causados por bicadas de pássaros também são uma característica comum e nenhum destes são considerados defeitos.

Propriedades Mecânicas

A madeira da nogueira-pecã é geralmente considerada muito forte com uma excelente classificação na moldagem a vapor, uma elevada resistência ao esmagamento, alta rigidez e uma resistência muito elevada ao choque.

  • 0,66

    Gravidade Especifica (12% TH)

    737 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    N/A

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    94,462 MPa

    Módulo de Rutura

    11.928 MPa

    Módulo de Elasticidade

    54,126 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    8.095 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
pecan_oiled
Não-oleada/o
pecan_unoiled

Desempenho

  • Considera-se que a nogueira-pecã tenha boas propriedades de usinagem, semelhantes às da juglandácea americana, mas com uma colagem difícil, e extremamente difíceis de trabalhar com ferramentas manuais.  Prega-se e aparafusa-se bem, mas tende a fender-se, logo aconselha-se uma perfuração prévia. A madeira pode ser lixada, colorida e polida até à obtenção de um bom acabamento. Pode ser seca facilmente, mas apresenta uma contração bastante elevada.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne e está classificada como moderadamente resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

Mobílias, armários, degraus de escadas, cavilhas para cabos de construção e artigos de desporto. Particularmente, tacos de hóquei devido à sua flexibilidade.

Cabos de ferramentas
Mobília
Armários
American_pecan_small

Sassafrás americano

American_sassafras_big

Distribuição Florestal

Os sassafrás americanos provenientes do Norte são pequenos e tendem a desenvolver bolsas em torno de árvores matrizes.  Estão espalhados amplamente pelo Leste, Centro e Sul dos Estados Unidos e, no Oeste, chegam até ao Leste do Texas, em florestas naturais de folhosas e em todos os tipos de solos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do sassafrás dos Estados Unidos situa-se em 45 milhões m3, que compõe apenas 0,3% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O sassafrás americano está a crescer a um ritmo de 527,000 m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 480,000 m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 47,000 m3 cada ano.

Disponibilidade De Material

A madeira serrada de sassafrás dos Estados Unidos está raramente disponível e apenas em volumes limitados, principalmente de produtores do Sul.  Consulte os fornecedores para informação sobre os graus disponíveis para a exportação.  Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

O cerne do sassafrás é castanho pálido a castanho escuro, mas, muitas vezes, é dourado.  É uma madeira macia, leve e flexível.  O fio pode ser intercruzado, direito, mas geralmente é ondulado e pode produzir um padrão de veio ondeado muito atrativo.  A madeira pode ter uma textura grosseira ou bastante fina e a fibra é semelhante à que se encontra em freixos e é parecido aos castanheiros.

Propriedades Mecânicas

O sassafrás tem uma dureza e resistência média ao choque, mas uma baixa rigidez.  Tem boas propriedades de encurvamento e é fácil de tornear no torno.

  • 0,42

    Gravidade Especifica (12% TH)

    497Kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    8,2%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    62,055 MPa

    Módulo de Rutura

    7.722 MPa

    Módulo de Elasticidade

    32,820 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    2.802 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
sassafras_oiled
Não-oleada/o
sassafras_unoiled

Desempenho

  • O sassafrás maquina e trabalha razoavelmente bem, mas as ferramentas devem manter-se afiadas.   Uma perfuração prévia é necessária antes de pregar e segura bem os parafusos.  A madeira cola muito bem e deve ser colorida e polida com cuidado de modo a obter um bom acabamento.  Cuidado é necessário durante a secagem, pois tem uma forte tendência para produzir fendas e rachas.   Apresenta uma contração moderada e tende a mover-se um pouco em desempenho.
     
  • A madeira é resistente à podridão do cerne e é moderadamente resistente ao tratamento conservante.

Principais Usos

O sassafrás americano, que cresce em florestas naturais nos Estados Unidos, é considerado altamente adequado para vários usos aromáticos, incluindo aduelas para baldes e alguns móveis.

Mobília
American_sassafras_small

Plátano americano

American_sycamore_big

Distribuição Florestal

Geralmente, o plátano americano é enorme, sendo uma das maiores espécies de madeiras de folhosas na América do Norte, que cresce por todo o Leste e Centro dos Estados Unidos em florestas naturais de folhosas.  Vários outros plátanos-ocidentais, como são referidos, crescem na Califórnia e no Arizona, mas não são comercialmente importantes.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do plátano dos Estados Unidos (excluindo a Califórnia e o Arizona) situa-se em 135 milhões m3, menos de 1% do total de madeira em pé americana.  O plátano americano está a crescer a um ritmo de 4,12 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 1,14 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 2,98 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do plátano americano excede a taxa de extração em todos os estados fornecedores.

Disponibilidade De Material

A madeira serrada do plátano dos Estados Unidos está disponível em volumes limitados, principalmente de produtores do Sul, e pode ser obtido mais facilmente com espessuras mais finas (4/4” e 5/4”). Consulte os fornecedores para informação sobre os graus disponíveis para a exportação. Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

A madeira do plátano pode apresentar uma variedade de cores.  O borne é branco a amarelo claro, ao passo que o cerne é castanho claro a escuro. A madeira do plátano tem uma textura fina fechada com um fio intercruzado. A fibra é distinta com um veio característico.

Propriedades Mecânicas

O plátano é classificado como moderado em termos de peso, dureza, rigidez e resistência ao choque. É pesado e duro.  Tem boas propriedades de encurvamento e é fácil de tornear no torno.

  • 0,49

    Gravidade Especifica (12% TH)

    545 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    11,40%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    68,950 MPa

    Módulo de Rutura

    9.791 MPa

    Modulus of Elasticity

    37,095 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    3.425 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
sycamore_oiled
Não-oleada/o
sycamore_unoiled

Desempenho

  • O plátano maquina e trabalha bem, mas são necessárias máquinas cortadoras de alta velocidade de modo a evitar lascas.   É resistente a fendas devido ao seu fio intercruzado.  A madeira cola bem e deve ser colorida e polida com cuidado de modo a obter um acabamento excelente. Seca rapidamente e tem tendência para a deformação.  Apresenta uma contração moderada e tende a mover-se um pouco em desempenho.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne, mas é permeável a um tratamento conservante.

Principais Usos

O plátano americano, que cresce em florestas naturais nos Estados Unidos, é considerado altamente adequado para a produção de armários e móveis.  É utilizado para moldes, carpintaria de interiores e painéis folheados.   Usos especializados incluem bancadas de talhantes.

Moldagem
Mobília
Armários
Painéis folheados
Uso relacionado a alimentos
American_sycamore_small

Tulipeiro americano

American_tulipwood_big

Distribuição Florestal

O tulipeiro cresce exclusivamente na América do Norte e está espalhado amplamente pela maioria do Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas. É uma espécie única e não é um choupo (Populus), sendo sim um Magnoliacae que produz madeira superior em comparação com muitas outras espécies de choupos.  As árvores são enormes e podem ser identificadas pelas suas flores parecidas com as túlipas, dando assim origem ao nome tulipeiro.  O tulipeiro cresce do Norte ao Sul e é uma das madeiras de folhosas mais sustentáveis nos Estados Unidos.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do tulipeiro americano situa-se em 1,02 mil milhões m3, que compõe 7,7% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O tulipeiro americano está a crescer a um ritmo de 32,5 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 12,8 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 19,7 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do tulipeiro americano excede a taxa de extração em todos os estados.

Disponibilidade De Material

O tulipeiro dos Estados Unidos está prontamente disponível como madeira serrada numa ampla gama de graus e espessuras (de 4/4” a 16/4”) devido à sua fácil secagem.  A média de comprimento e largura da madeira serrada praticamente sem nós pode ser superior do que outras espécies comerciais.  O tulipeiro é usado na produção de madeira contraplacada, mas tem uma disponibilidade mais limitada como folheado decorativo.  O borne produz a madeira branca, que é muitas vezes preferida, enquanto o cerne normalmente apresenta uma forte variação de cores.  No entanto, o uso de tulipeiro não-classificado apresentando toda a sua variação de cor natural está a aumentar, especialmente na Europa.  O tulipeiro é vendido nacionalmente, e algumas vezes referido como ‘choupo’ durante a exportação, mas não deve ser confundido com o choupo europeu ou chinês.

Descrição Da Madeira

O tulipeiro tem um fio menos acentuado que outras espécies como o freixo ou o carvalho, e tem características mais parecidas às do ácer, mas mais escuro em termos de cor.  No entanto, existe uma diferença clara entre o borne e o cerne do tulipeiro.  O borne é branco creme, enquanto o cerne pode variar de amarelo pálido a castanho ou, em casos extremos, de verde a roxo.   A madeira escurece com o passar do tempo com a exposição à luz UV e o verde passa para castanho.  A madeira de tulipeiro tem um fio reto, com uma textura média a fina.

Propriedades Mecânicas

O tulipeiro tem em geral propriedades de resistência extraordinárias em relação ao peso, sendo assim altamente adequado para aplicações estruturais, como vigas estruturais laminadas e coladas e madeira laminada transversalmente (CLT, sigla em inglês).  A madeira tem uma densidade relativamente baixa, com elevados níveis de encurvamento, resistência ao choque, e rigidez, mas com uma baixa compressão e dureza.  A madeira tem uma classificação média de moldagem a vapor e é extremamente estável quando completamente seca e não instalada em condições húmidas.  É facilmente colorida e acabada, sendo assim altamente adequada para móveis e marcenaria.

Para descobrir mais sobre as propriedades mecânicas do tulipeiro, leia o guia estrutural completo.

  • 0,42

    Gravidade Especifica (12% TH)

    449 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    9,80%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    69,640 MPa

    Módulo de Rutura

    10,894 MPa

    Módulo de Elasticidade

    38,198 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    2.402 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
American_tulipwood_oiled
Não-oleada/o
American_tulipwood_unoiled

Desempenho

  • A madeira serrada de tulipeiro é facilmente maquinada, aplainada, torneada e colada, com um bom desempenho no aparafusamento, embora uma perfuração prévia seja recomendada.  Tende a produzir fendas quando é pregada.  O tulipeiro pode ser facilmente colorido e polido até à obtenção de um acabamento muito bom. Em condições húmidas a madeira pode ser suscetível ao movimento em desempenho.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão. O cerne pode ser resistente ao tratamento conservante, enquanto o borne é permeável. Em geral, o tulipeiro pode ser considerado para a conservação com métodos modernos de tratamento conservante, incluindo a modificação térmica, para o qual é particularmente adequado.

Principais Usos

Esta madeira gerida de forma sustentável proveniente de florestas naturais da América do Norte, com excelentes credencias ambientais, é uma espécie importante em muitos mercados exportadores. Os seus principais usos são no mobiliário, portas, apainelamento, carpintaria de interiores arquitetónica, moldes e armários de cozinha. É utilizado também em certas aplicações de construção e em algumas aplicações especializadas como a escultura.

Moldagem
Escultura
Mobília
Portas
Panelling
Armários
Glulam Beams
CLT (madeira laminada transversalmente)
American_tulipwood_small

Nogueira americana

American_walnut_big

Distribuição Florestal

A nogueira americana cresce amplamente por todo o Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas e quintas, e embora estejam concentradas nos Estados centrais, estas podem ser encontradas desde o Texas à costa do Leste.  Estas árvores são umas das poucas espécies de madeiras de folhosas plantadas, como também crescem e regeneram-se de forma natural.  São relativamente altas e direitas com poucos ramos inferiores.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da nogueira americana situa-se em 126,7 milhões m3, que compõe 1,0% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A nogueira americana está a crescer a um ritmo de 4,6 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 1,6 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 3,0 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento da nogueira americana excede a taxa de extração em todos os principais estados fornecedores, exceto em Michigan.

Disponibilidade De Material

A nogueira dos Estados Unidos está disponível como madeira serrada e folheado. A madeira serrada é normalmente vendida sem ser vaporizada e sem seleção em termos de cor. Produtores especializados podem oferecer nogueira vaporizada com o objetivo de escurecer o borne e deste modo reduzindo a diferença entre a cor do cerne e do borne. Nos últimos anos, esta espécie tem visto uma enorme procura a nível global.  As normas de classificação da NHLA são modificadas no caso da nogueira, permitindo assim especificações e cortes sem defeitos mais pequenos, assim como também permitindo uma percentagem de borne ilimitada.  Recomenda-se que consulte os fornecedores.

Descrição Da Madeira

  • O borne da nogueira é branco creme, ao passo que o cerne é castanho claro a castanho chocolate escuro, fazendo assim que a diferença de cor entre os dois seja bastante clara.  Ocasionalmente, o cerne tem manchas escuras e até arroxeadas. De um modo geral, a madeira da nogueira apresenta um fio direito, embora algumas vezes seja ondulado ou curvado que produz uma figura característica e atrativa, que é procurada por designers.
     
  • A nogueira americana é bastante diferente da nogueira europeia, que tende a ter uma cor mais clara.

Propriedades Mecânicas

A nogueira é dura, resistente e tem uma densidade média.  Tem uma resistência moderada ao encurvamento e esmagamento, e uma baixa rigidez. Além disso, tem uma boa classificação na moldagem a vapor.

  • 0,55

    Gravidade Especifica (12% TH)

    609 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    10,20%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    100,677 MPa

    Módulo de Rutura

    11.584 MPa

    Módulo de Elasticidade

    52,264 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    4.492 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
American_walnut_oiled
Não-oleada/o
American_walnut_unoiled

Desempenho

  • A nogueira americana é facilmente trabalhada com ferramentas manuais e de máquinas. Tem excelentes propriedades de aplainamento, torneamento e moldagem. Dispõe de boas propriedades de pregagem e colagem e pode ser colorida e polida até à obtenção de um excelente acabamento. A madeira seca lentamente e tem uma boa estabilidade dimensional quando seca.
     
  • A madeira está classificada como muito resistente à podridão do cerne e é uma das madeiras de folhosas americanas mais duradouras (resistente à podridão).

Principais Usos

A nogueira é considerada uma das espécies supremas para móveis, armários, portas e carpintaria de interiores de alta qualidade.  É utilizada para soalhos e apainelamento, como também é utilizada amplamente para contrastar com outras madeiras de folhosas.

Apainelamento
Mobília
Portas
Panelling
Armários
American_walnut_small

Salgueiro

American_Willow_big

Distribuição Florestal

O salgueiro preto americano cresce naturalmente nos Estados do Centro e Sul, principalmente ao longo do rio de Mississípi e na margem de lagos.   As melhores árvores de salgueiro podem ser enormes e direitas, mas com um diâmetro relativamente pequeno e podem ter vários caules.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do salgueiro americano situa-se em 56,7 milhões m3, que compõe 0,4% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O salgueiro americano está a crescer a um ritmo de 1,15 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 0,31 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 0,84 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do salgueiro excede a taxa de extração na maioria dos Estados americanos onde esta espécie se encontra.

Disponibilidade De Material

O salgueiro está apenas disponível em termos regionais, principalmente nos Estados do Sul, e em volumes limitados de madeira serrada em graus de exportação.  É produzido principalmente em madeira com uma espessura mais fina (4/4”) deste modo a disponibilidade em outras espessuras pode ser mais limitada.  Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

A madeira do salgueiro tem uma textura uniforme e fina.  O fio pode ser direito ou intercruzado e pode apresentar uma figura atrativa.  A dimensão do borne varia de acordo com as condições de produção e varia entre o castanho claro a creme, mas que pode ser quase todo branco.  O cerne é diferente, varia entre o castanho avermelhado pálido e o castanho acinzentado pálido, e pode ser bastante escuro.  Nós e redemoinhos presentes no fio são características naturais e não são considerados defeitos.

Propriedades Mecânicas

A madeira do salgueiro é leve em termos de peso e macia.  Tem uma fraca resistência aos choques, encurvamento, compressão e rigidez, como também uma classificação baixa na moldagem a vapor.

  • 0,39

    Gravidade Especifica (12% TH)

    417 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    11,50%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    53,800 MPa

    Módulo de Rutura

    6.960 MPa

    Módulo de Elasticidade

    28,300 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    N/A

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
American_Willow_oiled
Não-oleada/o
American_Willow_unoiled

Desempenho

  • O salgueiro é trabalhado de forma bastante fácil com ferramentas manuais e de máquina, mas é necessário cuidado para evitar uma superfície ondulada quando está presente um fio intercruzado.  A madeira prega-se e aparafusa-se bem, cola-se de forma excelente e pode ser lixada e polida até se obter um acabamento muito bom.  Seca rapidamente com podridão mínima, embora possa ser suscetível a bolsas de humidade.   O salgueiro contrai à medida que é secado, mas a sua estabilidade dimensional é boa quando seco.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne e é resistente ao tratamento conservante. Enquanto o borne é permeável.

Principais Usos

O salgueiro preto é utilizado para móveis, marcenaria e molduras interiores.  Quando colorido pode ser utilizado como um substituto de cor mais clara da nogueira.

Moldagem
Mobília
Armários
American_Willow_small

Faia americana

American_Beech_big.jpg

Distribuição Florestal

A faia americana cresce amplamente por todo o Leste dos Estados Unidos em florestas de folhosas mistas, embora estejam concentradas nas áreas centrais dos estados do Leste.  A faia americana é diferente da faia europeia visto que as árvores crescem menos em termos de altura e geralmente são menos retas, e frequentemente árvores de idade avançada possuem diversos caules.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé da faia dos Estados Unidos situa-se em 348 milhões m3, que compõe 2,6% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. A faia americana está a crescer a um ritmo de 4,5 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo extração encontra-se em 3,8 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 0,7 milhões m3 cada ano.

Disponibilidade De Material

A faia dos Estados Unidos como madeira serrada tem uma disponibilidade limitada, especialmente em graus de qualidade superiores e tamanhos mais espessos.  Isto é atribuído, em parte, ao facto de que a maioria das parcelas de troncos de espécies mistas não contêm faia suficiente para produzir uma carga completa para a secagem em estufa.  Além disso, a faia é bastante difícil de secar, requer um programa de secagem especifico e não é facilmente misturada com outras espécies.  Por esta razão, a faia é maioritariamente fornecida por produtores especializados, que normalmente fornecem também faia vaporizada.  A madeira serrada é vendida normalmente sem uma seleção por cor e frequentemente em especificações mais espessas. Folheado de faia raramente está disponível.

Descrição Da Madeira

A faia americana tende a ter uma cor mais escura e ser menos consistente do que a faia europeia.  O borne é quase branco com uma tonalidade vermelha, ao passo que o cerne é castanho avermelhado claro a escuro. Geralmente, a madeira da faia tem um fio direito e fechado com uma textura uniforme.  Tem uma resistência média no encurvamento e esmagamento, mas tem uma baixa resistência ao choque e rigidez. Ocasionalmente, a madeira poderá apresentar manchas castanhas de mineral no seu cerne que, de acordo com as normas de classificação da NHLA, não são consideradas como um defeito.

Propriedades Mecânicas

A madeira da faia é classificada como pesada, dura e razoavelmente forte. Tem uma alta resistência a choques e é muito adequada para a moldagem a vapor.

  • 0,64

    Gravidade Especifica (12% TH)

    721 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    13,00%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    102,736 MPa

    Módulo de Rutura

    11.859 MPa

    Módulo de Elasticidade

    50,334 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    5.782 N

    Dureza

Desempenho

  • A faia americana trabalha bem com a maior parte das ferramentas manuais e de máquina. Dispõe de boas propriedades de pregagem e colagem e pode ser colorida e polida até à obtenção de um bom acabamento. A madeira seca de forma bastante rápida com uma forte tendência para se deformar, fender e enrugar quando seca. É propensa a uma contração considerável durante a secagem e a um movimento em condições húmidas.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne, mas é permeável a um tratamento conservante.

Principais Usos

O uso de faia é considerado adequado quando se considera essencial que a madeira tenha propriedades de dureza e durabilidade.   É utilizada na produção de mobílias, portas, soalhos e apainelamento.  Tem também aplicações especializadas que incluem cabos de ferramentas e escovas visto que é fácil de tornear.  Dado que não tem odor ou sabor, faz com que seja adequada para recipientes de alimentos.

Cabos de ferramentas
Apainelamento
Mobília
Portas
Panelling
Torneamento
American_Beech_small.jpg

Mogno da montanha

American_yellow_birch

Posicionamento

O mogno da montanha americano pertence a um grande grupo de espécies e é comercialmente o melhor do seu grupo. Cresce de forma sustentável com uma ampla distribuição, mas preferindo regiões frias com alta pluviosidade.

Distribuição Florestal

Os mognos da montanha não são geralmente muito grandes nesta espécie pioneira que podem ser substituídas pelas espécies climax, como o ácer.  Definitivamente uma árvore do Norte, habituada a climas frios, o mogno da montanha tem um tamanho e um diâmetro médio, contudo, ocasionalmente, árvores maiores podem crescer.   O mogno da montanha não deve ser confundido com a bétula indiana, que tem uma textura mais macia e uma cor mais clara com manchas castanhas disseminadas.

CRESCIMENTO FLORESTAL

Os dados do programa de Análise de Inventário Florestal (FIA, sigla em inglês) mostram que a madeira em pé do mogno da montanha dos Estados Unidos situa-se em 207 milhões m3, que compõe 1,5% do total de madeira em pé dos Estados Unidos. O mogno da montanha americano está a crescer a um ritmo de 2,62 milhões m3 por ano, enquanto o ritmo de extração encontra-se em 1,85 milhões m3 por ano. O volume líquido (depois da extração) está a aumentar em 0,76 milhões m3 cada ano. A taxa de crescimento do mogno da montanha americano excede a taxa de extração na maioria dos principais estados produtores incluindo, Maine, New Hampshire, Nova Iorque, Pensilvaniana e Vermont.

Disponibilidade De Material

O mogno da montanha dos Estados Unidos está disponível como madeira serrada em volumes limitados sem seleção em termos de cor, mas ainda mais limitado em tamanhos e graus de qualidade se for especificado que o cerne é vermelho ou que o borne é branco.  Quando for selecionada por cor, o grau FAS permitirá uma largura mínima de 5 polegadas.  Para obter as especificações de organização de cores, consulte as normas de classificação da NHLA. É mais provável que o mogno da montanha esteja disponível em tamanhos mais finos, de 4/4” (25,4mm) e 5/4” (32mm). Também pode obter folheado de fornecedores especializados.

Descrição Da Madeira

A madeira do mogno da montanha tem uma diferença clara entre o borne, que é branco, e o cerne que é castanho avermelhado.  Geralmente, a madeira apresenta um fio direito com uma textura fina e uniforme.

Propriedades Mecânicas

O mogno da montanha é classificado como pesado, duro e forte. Tem excelentes propriedades de encurvamento da madeira, com uma boa resistência ao esmagamento e resistência aos choques.

  • 0,62

    Gravidade Especifica (12% TH)

    689 kg/m3

    Peso Médio (12% TH)

    13,40%

    Volume Médio de Contração (verde até 6% TH)

    114,457 MPa

    Módulo de Rutura

    13.859 MPa

    Módulo de Elasticidade

    56,332 MPa

    Resistência à compressão (paralelo ao fio)

    5.604 N

    Dureza

Aparência oleada/não-oleada

Oleada/o
Birch_yellow_oiled
Não-oleada/o
Birch_yellow_unoiled

Desempenho

  • O mogno da montanha é bastante fácil de maquinar e trabalha bem com cuidado, incluindo no torneamento. Aceita cores e polimento muitíssimo bem.  É pregada e aparafusada de uma forma satisfatória, sendo que uma perfuração prévia seja recomendada. Seca de forma bastante lenta, com pouca podridão, mas apresenta uma contração moderadamente alta, o que faz com que possa ser suscetível ao movimento em desempenho.
     
  • A madeira é não-resistente à podridão do cerne, mas é moderadamente resistente ao tratamento conservante e o borne é permeável.

Principais Usos

O mogno da montanha americano, que cresce de forma sustentável nas florestas naturais dos Estados Unidos, é utilizado na produção de mobília e marcenaria, como portas e apainelamento de interiores e armários de cozinha.

Mobília
Panelling
Armários
Birch_yellow_small.jpg